Carregando...

Pares Díspares

Através de um olhar diferenciado GIOVANNA NUCCI nos convida a enxergar estas metrópoles de uma forma diversa no encontro de suas paridades e disparidades; um Rio de Janeiro maravilhoso e a São Paulo não menos majestosa.

A série Pares Díspares, apresenta contrapontos e semelhanças de tão distantes e próximas metrópoles.

A representação de formas, características e estéticas; geram a unidade das cidades pares e as diferenças destas cidades tão impares.

Neste trabalho a artista encontra similiaridades que transcendem a forma e a paisagem; os nomes que se encontram batizando cada obra, a exemplo de Copa e Copan, o Cristo e o Cristão, os Arcos da Luz e da Lapa, assim por diante nos traz uma poesia e sonoridade como se tivessem sido construídos para desfilarem lado a lado.

O trabalho continua em produção a princípio o planejado é que chegarão ao total de 15 pares totalizando assim 30 imagens, porem sabe-se que estas cidades não se esgotam nelas mesmas e que uma continuidade é

sempre possível.

Para o lançamento planeja-se a exibicão de duas mostras, uma em São Paulo e outra no Rio de Janeiro exatamente no mesmo dia apenas com uma diferença temporal de uma ponte aérea. A simultaneidade característica tão importante dos nossos tempos não poderia estar de fora quando se trata de duas cidades onde a multiplicinariedade, estar, fazer ou ter tudo ao mesmo tempo é justamente o simbolismo da contemporâneidade. Cinquenta minutos é o que separa estas duas metrópoles.

Onde se vê paisagem, fotografei lugares paradisíacos, e longínquos. Lhes tirando o viço, deixando apenas imagens mornas nada vibrantes, excluindo das paisagens o tom “cartão postal”, tirei delas todo o apelo convidativo da areia branca e água azul, e depois a cada par fiz uma “assamblage”.

A mostra Pares Díspares, representa o Brasil que é assim… o Brasil da diversidade, o Brasil da semelhança, o Brasil das riquezas naturais, culturais e arquitetônicas.

Assinatura Giovanna Nucci